• teatroescola2020

Países africanos reivindicam à Europa os seus tesouros culturais de volta


A restituição de artefatos levados por potências coloniais da África para a Europa é tema de debate internacional e esse assunto não pode se perder no tempo. Na semana do dia do museu nós trazemos esses artigos que falam sobre o tema, mas como é importante salientar, precisamos sempre ter um olhar crítico com relação às questões sociais políticas e culturais. A discussão com relação à devolução dos itens roubados de países africanos não se iniciou como uma atitude ética dos países europeus e sim devido à pressão de países africanos que reclamam os seus tesouros culturais de volta, que têm gerado receita para a Europa através os séculos.


Os museus franceses poderiam se esvaziar se todo tesouro cultural africano fosse devolvido ao continente.

Artigo: Polêmicas sobre a restituição das obras de arte africanas


O congolês Emery Mwazulu Diyabanza tenta recuperar obras de museus europeus em protesto contra o saque da arte africana feito na era colonial. Agora, enfrenta um julgamento na França.

Artigo (2020): Ativista congolês julgado por recuperar arte africana de museus europeus

Artigo (2021): Mwazulu Diyabanza, o ativista que quer reaver o património africano dos museus da Europa: “Em breve, estarei em Portugal”



Arigo Autoral (2021): Clique aqui e conheça a história do busto de Nefertiti, levado do Egito para a Alemanha e que nunca foi devolvido.